Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 23, 2014 |

Televisão

A cidade recebe esta semana duas importantes feiras de arte: a SPArte/Foto e o Salão de Arte, em seus tradicionais endereços: a primeira no Shopping JK, e a segunda no clube Hebraica. Ambos na Marginal do Pinheiros, na altura da Ponte Cidade Jardim. A entrada da feira é gratuita, e a do Salão é benemerente. A SPArte/Foto reúne 29 galerias brasileiras e mais o Instituto Moreira Salles, que destaca o trabalho da suíça Hildegard Rosenthal, pioneira do fotojornalismo no Brasil. As galerias mostram obras de fotógrafos e de artistas que usam a foto como suporte. A foto ainda é uma maneira acessível de começar uma coleção, embora algumas alcancem preços absurdos.
O Salão de Arte, em sua 21a edição, reflete a crise do antiquariado, com o bandeamento do mercado para o estilo contemporâneo. Com isso, um salão que começou exclusivamente com antiquários, agora tem galerias de arte em sua maioria. É uma pena. Esta opção, por parte de compradores e decoradores, denota insegurança e ignorância. No Salão, destaque para um cenário teatral criado por Lasar Segall. Só até domingo.
A cidade recebe também duas estreias de dança. A São Paulo Companhia de Dança mostra duas novas coreografias, hoje, amanhã e domingo no Teatro Alfa. Uma delas, é o Espectro da Rosa, de Mario Galizzi a partir do original de Fokine; e Workwithinwork, de William Forsythe. O programa se completa com Petite Mort, de Jiří Kylián. A outra estreia traz a São Paulo o bailarino Ismael Ivo, que vive há anos na Europa, onde dança, dirige e ensina. Ele chega com Erendira, baseada em Garcia Marquez, já mostrada em Viena. No palco, 29 bailarinos, sendo 15 brasileiros, e a atriz Cleide Queiroz, que interpreta a despótica avó. Sábado e domingo, no Sesc Pinheiros.
Boa noite.






Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 16, 2014 |

Televisão

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em sua 23ª edição, começa daqui a uma semana exata, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. É o maior evento do setor literário da América Latina. Ocupa um espaço gigantesco, para falar de livro, num país em que as tiragens são ridículas se comparadas ao número de brasileiros, onde o analfabetismo está longe de ter sido erradicado, e onde o interesse por tudo o que se produz na internet é imenso. É, portanto, mais um dos muitos milagres inexplicados do Brasil. Mas é ótimo que seja este sucesso! A Câmara Brasileira do Livro assina a iniciativa, agora em parceria com o Sesc São Paulo, que a ajuda na curadoria dos eventos e atividades culturais. Mais de 400. Além dos estandes das editoras, com centenas de lançamentos de livros, a feira terá espaços especiais para o contato com escritores e críticos. Na Arena Cultural, o visitante poderá encontrar best sellers estrangeiros como Harlan Coben, Ken Follet, Sally Gardner, Cassandra Clare e muitos mais. No Salão das Idéias estarão os brasileiros Cristóvão Tezza, Patricia Melo, Milton Hatoum, Luiz Ruffato, e críticos estrangeiros como Alex Ross, da New Yorker. Os jovens e as crianças terão os 650 metros quadrados do Espaço Imaginário. O anfiteatro terá shows de música, de Zelia Duncan a Hermeto Paschoal, e shows lítero-musicais, como o de Zeca Baleiro, contando os livros que o inspiraram. No espaço Cozinhando com as Palavras, o chef André Boccato reunirá seus pares: Roberta Sudbrack, Carla Pernambuco e até Palmirinha. E mais teatro, cinema, circo.
Enfim, serão 186 autores nacionais, 22 internacionais, quase 500 expositores, entre os daqui e os de fora, para um público que, na edição anterior chegou a 750 mil visitantes. Em dez dias!Isso é fantástico.Boa Noite.